quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Ir Pró Maneta


Pequena nota histórica, a propósito do post anterior.

Louis Henri Loison, o maneta original, foi um general dos exércitos franceses que invadiram Portugal no início do séc. XIX. Perdura na memória e vocabulário popular, graças à sua total falta de escrúpulos, dureza e crueldade com que tratava as populações submetidas, nos países ocupados.

Loison, que não tinha um braço, era "carinhosamente" conhecido como o "maneta". Impiedoso e desumano para com todos os que afrontavam a ordem napoleónica, ou os seus interesses pessoais, «ir pró maneta», passou a significar ir e não voltar ou tudo perder, até a vida.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Oráculo II


Não sei se bem atentaram na plenitude da informação encerrada na foto do post anterior.

Mirem-me o Primeiro. Em primeiro plano, surge em versão maneta, cumprimentando o Presidente com a mão direita (o que é ideologicamente adequado); porém, na sombra, embora continue maneta, desapareceu o braço direito e mesmo o esquerdo tem um ar um bocado protésico.

Conclusão: vamos todos pró maneta...

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Oráculo

Primeiro-Ministro José Sócrates apresenta cumprimentos de Natal ao Presidente da República, Cavaco Silva, Presidência da República, Lisboa, 23 Dezembro 2010 (Foto: Ricardo Oliveira, GPM)

Excelente e aterradora foto. Alegoria profética da nossa descida ao mundo das sombras. 




Boas Maneiras




Parece que os mercados financeiros estão a ouvir...

Caludinha...

Sendo ele Presidente da Comissão Europeia, julgo que deverá acatar a sua própria admoestação.

É que, ser Presidente da Comissão Europeia, parece ser um cargo político. Mas também pode não ser...

Quando voltar a falar, deve ser para explicar a importância de se mastigar de boca fechada ou, opinar sobre a importância de se usar babete.

Porreiro pá.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL

FELIZ NATAL

O Estado da Nação



“Ainda está para nascer um primeiro-ministro que faça melhor do que eu”
José Sócrates

"Para serem mais honestos do que eu têm que nascer duas vezes"
Cavaco Silva

Realmente o problema da baixa natalidade é gravíssimo em Portugal.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Domus



A Domus Municipalis é um vetusto edifício medieval, sito em Bragança, no Terreiro do Castelo.

Encontra-se pois dentro do perímetro amuralhado, junto à Igreja de Santa Maria, de que já aqui falámos.

A Domus é considerada um edifício único na Península Ibérica, jóia da arquitectura civil românica, com um amplo salão, em cujo pavimento se encontram três bocas de acesso à cisterna do piso inferior, protegidas por grades de ferro.

Do monumento, antiga sala de reuniões, com uma longa e conturbada história, a foto não regista modilhões polémicos, perspectivas estilísticas, cornijas ou arquivoltas. Não. O que a foto mostra é um espaço aberto ao público, onde as pessoas se podem sentar no banco corrido ao longo das paredes, para coscuvilhar, discutir, fazer renda ou jogar à moeda nas lajes graníticas.

E isto, meus amigos, é que é a verdadeira preservação do património histórico-cultural.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Mon Chéri


Apetecia-lhe algo?

Sei lá, qualquer outra coisa sem ser um Mon Chéri?

Um lugarzito, talvez?


Co-autor do programa Novas Oportunidades, resolveu aproveitar mais esta, com elevado espírito de abnegação e serviço ao país, pois, nas suas próprias palavras, apesar de ir ganhar mais 700€ mensais, terá de gastar 400€ em transportes todos os meses (parece-me que ainda assim fica a lucrar 300 euritos, mas isto sou eu que não percebo nada de contas e nem fiz aqueles exames do PISA 2009).

Isto, dito por um ex-líder sindical, de um grupo profissional com um elevadíssimo número de membros deslocados para locais a centenas de quilómetros das suas residências ou, a fazerem todos os dias centenas de quilómetros para se deslocarem para as suas escolas.

Oh chéri...

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Da Discussão Nasce a Luz


Corre por aí a ideia peregrina de que temos deputados a mais.

Não concordo.

Temos deputados a menos.

A coisa é de tal forma que nem se dá por eles.

Chego mesmo a duvidar que existam...

Ora, se já assim é difícil dar por eles, imaginem que os reduzimos às claques dos dois maiores partidos. É o tédio absoluto e a mais completa amorfia (prontús, tá bem, não é assim muito diferente d'agora, mas, vá lá, sempre será um bocadinho mais animado).

Deixem lá estar o resto da rapaziada, que sempre se vão sabendo umas coisitas mais suculentas do que para lá andam a cozinhar.




 Nunca ouviram dizer que da discussão nasce a luz?

Procura-se


Hoje, 150 polícias tentaram apanhar Sócrates.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Quotas





Eusébio Tamagnini foi ministro da Instrução Pública do governo de Salazar (entre 1934 e 1936) e professor de Antropologia, na Universidade de Coimbra.

Segundo ele, a população escolar dividia-se nos seguinte grupos:

 

1º Ineducáveis, 8%;

2º Normais estúpidos, 15%;

3º Inteligência média, 60%;

4º Inteligência superior, 15%;

5º Notáveis, 2%.


Vem isto a propósito do processo de avaliação docente em curso (a avaliação docente é apenas uma cortina de fumo, para dissimular uma ofensiva mais generalizada às condições de trabalho e natureza das escolas).

Faites attention mes amis...

Recordai a importância das quotas.

Aquelas também eram defendidas com uma argumentação pretensamente científica.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Todos Contra o Défice



COMPLETAMENTE DE ACORDO.

Já estou a fazer contas ao que vamos poupar no salário dele, dos deputados, dos governadores civis, dos assessores, dos adjuntos, dos consultores...

Amigos


Rui Pedro Soares e Emídio Rangel (uma espécie de dupla socrática ao estilo Dupond e Dupont), vão lançar um novo semanário em 2011.

Diz-se que será em grande parte financiado pelo grupo espanhol MediaPro, conhecido pelas ligações ao primeiro-ministro Zapatero.

Oh pra eles a prevenir o futuro.


Afinal de contas, os amigos são para as ocasiões e, já agora, também para as eleições.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

PISA 2009


Para gáudio da clientela e entretenimento dos incautos, vieram hoje, o primeiro e o Nogueira, mandar uns bitaites sobre a educação, as reformas e coiso e rankings e afins, a propósito de umas folhas internacionais, homófonas da pizza.

Não sei porquê, mas desconfio, lembrei-me do pacto germano-soviético e da famosa frase de Goebbels:

"Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade".

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Aviso



É só para avisar os que andam mais distraídos com os últimos acontecimentos no nosso país (se é que ainda lhe podemos chamar isso), de que, efectivamente, o céu nos está a cair em cima.

Quem Vem Lá?



Escusam de vir cá a casa bater à porta.

Não está ninguém.

Já nem sequer as galinhas.

Já as comemos.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Falta de Qualidade


2002

O sr. Silva diz: "Como nos vamos livrar deles (no caso, dos funcionários públicos)? Reformá-los  não resolve, porque deixam de descontar para a Caixa Geral de Aposentações e diminui a receita do IRS. Só resta esperar que acabem por morrer".

2010

O sr. Silva (ainda vivo,  a ocupar um cargo público e, estou certo, a descontar para a CGA e IRS), diz que há "um problema de qualidade" na democracia portuguesa.

Ah pois há...

Desde há muitos anos.

E não há meio de nos livrarmos dele.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Meter Água


O Partido Socialista quer promover a utilização de água da torneira na Assembleia da República, bem como a reutilização das águas pluviais nos respectivos sanitários.

Parece-me bem que se evite meter mais água no Parlamento e, que aquela que lá entre, sirva para limpeza da m****  que por lá se faz.

domingo, 28 de novembro de 2010

Adopção Gay



Só agora reparei no mais recente problema a afligir o poeta candidato Manuel Alegre:
"Adopção gay ainda me causa engulhos".
 
Atão... Mas... O que é isto?... Hum?...
 
Não chegava quererem adoptar criancinhas, agora resolveram atacar também a terceira idade! Ainda por cima, o Marialva de estimação do país?!
 
Deixem os velhinhos, perdão, os cidadãos séniores, em paz.
 
Mau...

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Bicho Irrequieto


Por ironia do destino, que é um gajo tramado, acabo de ler que a inefável personagem do post anterior, declarou, com a argúcia de espírito que se lhe reconhece, que afinal Portugal não parou.

Oh amiga, salvo seja, pois claro que não.

Para que algo pare, é necessário que esteja em movimento. Ora isto já há muito que nem sequer mexe.


Greve Geral


Hoje foi dia de Greve Geral.

Destacam-se na jornada as declarações da Ministra do Trabalho e da Solidariedade Social(?), que parece que foi sindicalista(?) (na DREN, também já houve uma destas). Segundo ela, o consumo comparado de energia revela a pequenez da adesão. A mim parece-me que o que revela é outra pequenez...

Os áugures previam o futuro no voo das aves, a ministra lê o presente nos fios de electricidade. Esperemos que a breve trecho se depare com um poste.

Amanhã  retomamos a programação habitual.

domingo, 21 de novembro de 2010

Make Love Not War



A Cimeira acabou.

Os blindados não vieram.

Os manifestantes também não.

Vá lá que o Papa admitiu a utilização do preservativo, mesmo que só nalguns casos.

Sempre pode o pessoal dedicar-se a actividades mais meritórias com menos preocupações.

Excelente resposta da Igreja Católica a uma cimeira de chefias militares.

Quem diria?

Make love not war.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

NATO




Não sei se deram por isso, mas Portugal é o único país da NATO a pagar uma renda à Aliança para ter um comando no país ...

E... já que se fala nisso, não sei se sabem que Portugal paga renda à NATO, por um terreno que ele próprio cedeu... à NATO!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

País do C******


Não resta sombra de dúvida.

Somos um país do C******.

Mai nada.

Como? Ordinário? Eu?

Perdão. Ora atente na jurisprudência sobre a matéria (verificar aqui):

"é público e notório, pois tal resulta da experiência comum, que 'c...' é palavra usada por alguns (muitos) para expressar, definir, explicar ou enfatizar toda uma gama de sentimentos humanos e diversos estados de ânimo. Por exemplo 'prò c...' é usado para representar algo excessivo. Seja grande ou pequeno de mais. Serve para referenciar realidades numéricas indefinidas ('chove pra c...'; 'o Cristiano Ronaldo joga pra c...'; 'moras longe pra c...'; 'o ácaro é um animal pequeno pra c...'; 'esse filme é velho pra c...')".

Palavra de juízes.

E mais, a propósito da oportuna referência ao Ronaldo, ontem demos quatro secos aos espanhóis.

Somos ou não um país do C******?

Ah pois é.


quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Serviço Público

 

Em vésperas da Cimeira da NATO, o Trasgo resolveu fazer serviço público, prestando algumas informações pertinentes à população.

Hoje, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras prendeu  11 pessoas e recusou a entrada a outras 47.

Nenhum membro do Governo da República Portuguesa se encontra entre os acima referidos. 

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O Sabonete


O Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra pronunciou Emídio Rangel pela prática do crime de difamação. 

"Hooligans em Lisboa", escrito a propósito de uma manifestação de professores, é o artigo na origem desta pronúncia.

O texto em causa, é um lamentável delírio do autor, escrito num tom encomiástico de afago ao governo e caracterizado pela desenvoltura de raciocínio de um fanático do Estado Novo: quem não é por nós é contra nós e quem é contra nós é comunista, no caso, além de comunista, hooligan. 

Este é um indivíduo para quem, nas suas próprias palavras: "É tão fácil vender um presidente como um sabonete".

Acerca do perfil ético do vendedor de sabonetes, estamos falados.

domingo, 14 de novembro de 2010

Clareza Cristalina


Manuel Alegre declarou ao Expresso a sua intenção de, caso seja eleito nas próximas presidenciais, cumprir apenas um mandato.

Parece-me bem.

Também me parece que as próximas eleições presidenciais são só para um mandato.

Parece-me igualmente bem que, alguém que venha a ser eleito para um mandato, se recuse desde já a cumprir dois. Isto é, pelo menos sem que haja novas eleições.

Resumindo, que alguém que provavelmente perderá umas eleições que ainda não decorreram, anuncie com a devida antecedência, que cumprirá apenas um mandato para que ainda não foi eleito, escusando-se a cumprir um segundo, que apenas o seria, o segundo quero eu dizer, caso se viesse a concretizar o putativo primeiro, parece-me de uma clareza cristalina.  


quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Como Foi Que Disse?!



A Fenprof defendeu hoje a substituição imediata do modelo de avaliação de desempenho docente...

E eu acho que o cavalo branco de Napoleão era preto.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Descubra as Diferenças


As notícias de hoje relativas à ADSE, começam a revelar os verdadeiros contornos do acordo entre o PS e o PSD, celebrado numa casa particular, a coberto da capa da defesa patriótica do futuro do país, supostamente de todos nós e não só de alguns.

Celebrizado por uma foto de telemóvel de última geração (dado os protagonistas e a época de contenção, não para todos nós, claro, ainda julguei que o brinquedo fosse emprestado e que os dois avôzinhos que nos cantaram a cantiguinha, usassem daqueles telemóveis da gama sénior com algarismos bué da grandes), quer-me parecer que o acordozito não se ficou só pela discussão do IVA do leite, branco ou achocolatado. A procissão ainda agora vai no adro e as novenas mal começaram.

PS e PSD, descubra as diferenças...

Se for capaz.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Pobretes mas Alegretes



Rajadas de vento forte elevaram hoje os juros da dívida pública portuguesa para os 6,92%.

Felizmente, no "Financial Times" Sócrates aparece como o político mais bem vestido do país.

Pobretes mas alegretes...


domingo, 7 de novembro de 2010

Desordem


29 /09/ 2010  
O Governo JÁ aprovou novas medidas de austeridade 
03/11/ 2010
O Orçamento do Estado para 2011 JÁ foi aprovado no Parlamento
06/11/2010
Manifestação nacional de trabalhadores da administração pública
24/11/2010
Greve geral
Hum...
Estou um bocadinho baralhado.

sábado, 6 de novembro de 2010

Arreda



Um Panhard et Levassor foi o primeiro automóvel a chegar a Portugal, importado pelo Conde de Avilez em 1895. Na Alfândega de Lisboa hesitou-se sobre a taxa aduaneira a aplicar, ponderando considerá-la uma máquina agrícola, decidiram porém aplicar a taxa correspondente às máquinas a vapor.

Os Avilez tinham palácio em Santiago do Cacém e, na primeira viagem, verificou-se  o primeiro acidente mortal: um burro foi atropelado e faleceu, vítima do progresso.

D. Afonso, o irmão mais novo de D. Carlos, era também um amante de carros e de velocidades estonteantes para a época . Conduzia freneticamente pelas ruas de Lisboa aos gritos: «Arreda, Arreda!», para que lhe saíssem da frente. Por isso ficou conhecido por Arreda.

Outra das consequências destas tropelias, foi a imposição de um limite de velocidade para conter a paixão do Arreda e de outros. Proibiu-se a circulação na cidade a mais de  10km/h!

Nos dias de hoje, por vezes nem a 10km/h se consegue andar.

Azibo

Azibo

Trás-os-Montes. Meus amigos, no campo é que se está bem. 

sábado, 30 de outubro de 2010

Festa na Aldeia


O Orçamento vai ser aprovado com  altíssimo patrocínio.

Festeja-se na aldeia e o povo rejubila.



sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Juízo de Deus


Na Idade Média, o juízo de Deus consistia num julgamento em que o acusado se submetia a torturas físicas (imersão de partes ou  totalidade do corpo em água a ferver, afundamento em  águas profundas com uma pedra amarrada ao pescoço ou  queimaduras com ferro em brasa, entre outras práticas), com o objectivo de testar a sua inocência. Caso estas não lhe causassem dano, ou se sobrevivesse ou sarasse as feridas num determinado período de tempo, era inocentado.
Não vos pareceria uma excelente maneira de testar vários políticos acerca da bondade das suas declarações e verdadeiras intenções?
Que tal?...
Hum?...
Boa ideia, não?

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Marcelo e o Polvo


Faleceu hoje Paul, o polvo adivinho do Mundial.

Curiosamente, faleceu no dia da apresentação da inesperada recandidatura do senhor Silva à Presidência da República.

Estou certo de que morreu de inveja dos dotes adivinhatórios do professor Marcelo.

domingo, 24 de outubro de 2010

"Númaros"


Na primeira página do Expresso diz-se que 30% dos alunos chumbam na primária. Já no Pordata, com base em dados fornecidos pelo próprio ME, podemos ver, por exemplo, que em 2009 estavam matriculados 488114 alunos no 1º Ciclo, tendo transitado 467946, o que corresponde a uma taxa de sucesso de quase 96%.

Calculo que o objectivo seja fazer transitar mais alunos do que aqueles que se matriculam.

Os "númaros" são uma coisa muito bonita...

sábado, 23 de outubro de 2010

Hino Nacional

O Fado, 1910

Corre pela Net uma nova versão do Hino Nacional, que também já recebi no mail:

Heróis do mal
Pobre Povo
Nação doente
E mortal
Expulsai os tubarões
Exploradores de Portugal
Entre as burlas
Sem vergonha
Ó Pátria
Cala-lhe a voz
Dessa corja tão atroz
Que há-de levar-te à miséria
P'ra rua,  p'ra rua
Quem te está a aniquilar
P'ra rua, p'ra rua
Os que só estão a chular
Contra os burlões
Lutar, lutar !

Ah, triste fado...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Natalidade


O jornal "El Mundo" define o novo sistema de portagens das SCUTS como "o mais caro e caótico do mundo".

Caso ainda acredite na relação entre novos nascimentos e viagens de cegonhas com origem em Paris, prepare-se... A passarada não tem dinheiro para as portagens, em França já começa a escassear o combustível e, nuestros hermanos, agradecem o reforço da natalidade com os rebentos que por lá fiquem com este bloqueio às cegonhas.

Afinal de contas, não foi já aqui há uns tempos que começamos a exportar grávidas para Espanha?!

domingo, 17 de outubro de 2010

Merda na Boca



Na Idade Média havia uma prática de vingança e desagravo, ou simplesmente de ofensa veemente, que consistia em introduzir excrementos na boca de alguém; o acto, praticado pelo próprio ou por terceiros a seu mando, constituía o crime de “merda na boca”.

D. Dinis que fez tudo quanto quis, sendo um tipo civilizado, lia escorreitamente e até escrevia poesia, decretou pena de morte para quem cometesse o crime (fosse homem ou mulher, pois este rei também ficou conhecido pela particular atenção que dispensava ao sexo feminino).

Se o homem pudesse voltar e deambular por aí a ouvir as nossas luminárias, não deixaria de ficar surpreendido, ao verificar a longevidade dos resquícios de um crime que ele combateu há tantos séculos atrás.

sábado, 16 de outubro de 2010

Fénix versus Fónix


Fénix, a que tirou os mineiros do buraco.



Fónix, o que nos pôs lá.

Desculpem qualquer coisinha, mas os tempos não vão de feição para postezinhos de outra natureza. Além disso, o trasgo não aprecia concorrência nas judiarias às pessoas.