domingo, 30 de setembro de 2012

Mais Um



Mais um ignorante que não passaria no primeiro ano do curso do Borges:



É claro que convém não esquecer, que este é o mesmo marmanjo que recebeu o grau de Doutor Honoris Causa, atribuído pela primeira vez juntamente pelas três universidades públicas de Lisboa (Clássica, Técnica e Nova), em reconhecimento de previsões fantabulásticas como as seguintes:

"Ninguém sabe ao certo" como vai evoluir a crise financeira;

"Esta crise vai acabar mas haverá outras".

Bom, apesar de tudo já um avançozito.

Deve de ser derivado à entrevista que deu à Playboy...

Deve de ser desde aí que as pessoas lhe passaram a encher mais o olho (salvo seja).

Falta De Medicação


Aqui fica a imagem de uma multidão de gente completamente ignorante, que não passaria no primeiro ano do curso da faculdade de António Borges e, que não percebeu que a medida da TSU era extraordinariamente inteligente.

É por causa de coisas como esta que não se deve racionar os medicamentos.

Por favor, tratem da saúde a este Toino, que não devia sair de casa sem tomar os remédios.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O Vesgo



O inefável primeiro, tentou hoje amenizar as agruras da nossa vida, citando "Os Lusíadas".

Fiquei muito mais reconfortado.

Um vesgo a citar um zarolho (sem desprimor, antes pelo contrário, para o zarolho)...

Já agora, cito também, da mesma obra, algo que me parece mais adequado ao momento:

- "A que novos desastres determinas
De levar estes reinos e esta gente?
Que perigos, que mortes lhe destinas
Debaixo dalgum nome preminente?
Que promessas de reinos, e de minas
D'ouro, que lhe farás tão facilmente?
Que famas lhe prometerás? que histórias?
Que triunfos, que palmas, que vitórias?


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

domingo, 23 de setembro de 2012

É Reforçar A Dose


Paula Teixeira da Cruz


É melhor tomarem uma todos os dias, que isso assim não está a resultar...

A Cigarra Invejosa

O Miguel, a trabalhar arduamente 
com outra diligente formiguinha
(ou serão duas cigarras?)


Chegado das brenhas transmontanas, fui imediatamente surpreendido por mais uma pérola da sabedoria governamental:
Portugal é um país com muitas cigarras e poucas formigas.

Mai nada.

E quem disse isso, quem foi?

Sua excelência o ministro MAI, Miguel Macedo.

E quem é ele, quem é?

É só ir ver ao sitiozinho do governo na net:

Foi Deputado à Assembleia da República na V, VI, VII, VIII, X e XI Legislaturas, tendo sido Líder Parlamentar do PSD na última daquelas Legislaturas.

Foi Secretário de Estado da Justiça dos XV e XVI Governos Constitucionais, tendo antes sido Secretário de Estado da Juventude do XI Governo Constitucional.

Foi Vereador da Câmara Municipal de Braga entre 1993 e 1997 e  membro da Assembleia Municipal de Braga.

Foi Secretário-Geral do PSD entre 2005 e 2007.

Caraças, isto é que é um gajo com profundas ligações ao mundo do trabalho!


segunda-feira, 17 de setembro de 2012

sábado, 15 de setembro de 2012

BASTA


Hoje foi um dia extraordinário.

A forma avassaladora como o povo português se manifestou, numa demonstração inigualável de civismo, perante a selvajaria social do governo, foi simplesmente extraordinária.

A rapaziada de Castelo Branco, está de parabéns pela iniciativa da tela negra na Torre do Castelo, que merecidamente ficará como um dos símbolos do dia de hoje.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Ganda Défice



O Gasparzinho tem um ganda défice, económico, claro...

P-e-q-u-e-n-i-n-i-n-h-o


Estive agora a ver na SIC o Calimero a dar uma tosa no Gasparzinho.

A ambição do Gasparzinho é  t-e-r  u-m  p-e-q-u-e-n-i-n-i-n-h-o, um défice, claro...

sábado, 8 de setembro de 2012

O Coelho Impotente




Era uma vez um coelhinho cor-de-laranja, que vivia muito quentinho na sua toca.

Um dia, encontrou uns furões que se fizeram amigos dele.

O coelhinho também se fez amigo deles.

Os furões convenceram-no a tornar-se chefe dos coelhinhos.

Quando chegou a líder, os furões recomendaram-no a uma coelhinha germano-balofa para que o acolhesse no seu vasto regaço, ajudada por um coelhinho franco-anão.

O coelhinho agradeceu, pois ao tornar-se chefe dos coelhinhos, viu-se impotente perante as dificuldades da posição, limitando-se a acusar os coelhinhos cor-de-rosa, ainda que muito deles fossem bastante alaranjados, de lhe terem deixado a toca nova em pantanas.

Vai daí, começou a cortar nas cenouras da bicharada, até porque a coelhinha germano-balofa era animal de muito alimento.

Apesar do coelhinho franco-anão ter as patas curtas e não ter conseguido acompanhar o ritmo, a germano-balofa resistiu, pedindo aos furões que enviassem uma equipa especial, para controlar o número de cenouras que por cá se consumiam, o que diminuía o número das plantas herbáceas umbelíferas que chegavam à sua toca.

Mais uma vez impotente, o coelhinho lá recebeu a equipa, que cumulou de favores, cortando ainda mais nas cenouras do que aquilo que lhe era pedido.

Infelizmente, a ingrata bicharada nativa, curta de visão, lá arranjou maneira de fazer diminuir ligeiramente a sangria desatada.

Porém, logo o coelhinho, após conciliábulo com a equipa de furões, surgiu murcho e piegas a lamentar-se de novo sobre a sua impotência, desculpando-se da necessidade que lhe impunham em cortar de novo nas rações.

Perante tamanha impotência do coelhinho, resta-nos esperar que, a bem da solução deste grave problema hortícola que nos aflige, nos cresçam suficientes tomates, perdão, cenouras, queria eu dizer, que nos permitam sair desta crise.


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

A Troika, O Moço E O Porco



O moço de recados do sr. Ângelo foi à televisão.

Explicou que é rapaz para dar um presunto a quem lhe der um porco.

Parece que é muita generosidade sua, porque a Troika só queria dar um torresmozinho.

E agora... vejam o jogo e comam uns couratos.




quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Produtividade


A professora a defender a sua tese de doutoramento


Professora de 28 anos dá aulas há 34 (pasmem aqui).

É de gente desta que a Troika gosta